7 da tarde e ainda não lavei os dentes

Ainda bem que os 37 não são os novos 20!

Ilustração da Patrícia Furtado

Durante o último ano, confesso que sempre que me olhei ao espelho vi cabelos brancos, a pele da cara engelhada e olheiras. Vi um olhar cansado e às vezes sem brilho. Vi uma cara velha. Velha de cansada. Velha de não ter dormido à noite. Velha da rotina.

Hoje de manhã, antes de me olhar ao espelho, pensei na miúda que eu era há 20 anos, com apenas 17. E a verdade é que encontrei no meu reflexo uma “versão melhorada” de mim.

Entre aquela Catarina – que era 50% feita de sonhos e 50% feita de dúvidas existenciais – e a que sou hoje há uma mudança tremenda. Uma determinação diferente perante a vida – porque as dúvidas existenciais, irremediavelmente, foram sendo substituídas pelo “vamos lá seguir com isto em frente”.

Sou o resultado da vida que passou por mim. Das pessoas com quem me cruzei, das histórias que ouvi e partilhei, das cidades que visitei, dos filmes que vi, dos livros que li e das músicas que escutei. Da empresa que criei, do blogue que cada vez mais é o espelho daquilo que eu sou. Acima de tudo, sou resultado da família que me nasceu.

37. O número não é “redondo”, não é daqueles que toda a gente fala, como os “18” ou os “40”. Mas é especial, como foram os outros 36. Porque, como a Catarina de há 20 anos, sempre gostei do dia do meu aniversário – de o partilhar com as minhas pessoas e de lhe atribuir significados especiais.

E, tal como ela, eu também acho que o melhor ainda está para vir.

Ilustração da nossa Patrícia Furtado

15 comentários em “Ainda bem que os 37 não são os novos 20!

  1. Benedita Lopes

    E que venham muitos mais,carregados de felicidade, experiências positivas e lutas vencidas ❤
    Parabéns Catarina,muitos parabéns!

    Ps.descobri com isto que somos da mesma idade 😀

  2. Cisne

    Parabéns!! E os elevadíssimos padrões da sociedade hoje em dia, que desafio deve ser pensar assim. Parabéns por isso também é quando fizer 43 vou tentar lembrar-me deste texto pois com 23 identifico-me completamente 🙂 Obrigada!

    1. Catarina Fernandes Raminhos Autor

      Ana, isto da maternidade (e de ser mulher) é transversal. Mas há pessoas que só querem ver em tons rosa e eu cá vejo em todos os que existem 😉

  3. Sandra Antunes

    Ai “melher” agora é que a vida começa…e cada expressão marcada no teu rosto, significa algo que decerto foi importante na tua vida! Força Cat!

  4. maria jose roque

    que grande colheita a de 1980!! 🙂
    Para alem da coincidência da idade também tenho 3 meninas , maria Leonor, inês e sofia
    E estas podiam ser as minhas palavras!!
    beijinhos e dia feliz

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *